A VIDA É TREM BALA PARCEIRO!

Postado por Leonardo Carvalho no dia 4 agosto, 2017

“A vida é Trem Bala parceiro!” já disse Ana Vilela. E pegando um gancho na sua música precisamos falar.
Não é sobre o que curtimos ou compartilhamos, mas sobre o tempo que perdemos vivendo vidas que não nos pertencem. A linha entre a realidade e o “Fake” é tensa, é preciso aprender a viver. É sobre sermos quem somos de verdade, sobre a fé que aceitamos, é sobre viver guiados por valores e princípios apontados por Jesus. Senão, apenas iremos sobreviver.
Não é sobre o que fazemos ou deixamos de fazer, mas sobre o quanto amamos. “A vida é Trem Bala parceiro!”. É pouco tempo demais para vivermos indiferentes, sem interesse, sem darmos atenção, sem cuidarmos e sem levarmos em consideração. Em contrapartida, é tempo demais para vivermos odiando, sentindo repulsa e antipatia intensa, raiva ou remoendo injúrias sofridas. É tempo demais, tempo perdido que não volta mais.
A verdade, é que é sobre perdão, graça e misericórdia. É sobre um amor que não temos condições de compreender, muito menos retribuir. Precisamos mesmo é aceitar sermos amados. Mas também, é sobre como vivemos sabendo sobre essa nossa identidade diante do Deus que nos ama. É sobre conhecê-lo, sobre conviver com Ele, sobre buscá-lo. É sobre darmos crédito ao que Ele nos diz. É sobre andar tão perto, de modo que nossas atitudes sejam as d’Ele, que nossas palavras aproximem, não distanciem. É sobre como vivemos quando nos encontramos com Ele de verdade, lá no íntimo.
Porque “a vida é Trem Bala, parceiro!” já disse a Ana Vilela, “e a gente é só passageiro prestes a partir!”

Texto publicado originalmente no Blog reformandoconceitos.blogspot

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *